Os promotores de eventos de fim de ano não poderão utilizar produtos descartáveis, como copos, talheres e canudos de plástico, em Fernando de Noronha. Para realizar as festas, também será necessário fazer a coleta seletiva do lixo. Essas são algumas recomendações feitas pela Administração da Ilha para os responsáveis pela programação, no primeiro Réveillon após o decreto Plástico Zero entrar em vigor.

Desde abril, estão proibidos produtos descartáveis. O uso desses materiais provoca multa. “É o primeiro fim de ano com a proibição dos descartáveis. Fizemos as recomendações para ajudar no planejamento e nas compras dos promotores dos eventos”, explicou a superintendente de Meio Ambiente do Distrito, Daniele Mallmann.

Entre 28 de dezembro e 2 de janeiro de 2020, estão previstos 11 eventos na ilha. Isso significa mais do que o dobro em relação ao mesmo período de festejos anterior. A programação inclui três festas de Réveillon, sendo duas privadas e uma pública.

A empresa de limpeza urbana da ilha disse que se prepara para um aumento na produção de lixo. “No Réveillon do ano passado, nós recolhemos cerca de quatro toneladas de resíduos. A nossa expectativa é ter um acréscimo de 30%”, informou o gerente da empresa de limpeza, Edgar Amaro Júnior.

Para dar conta do aumento no serviço, a equipe de limpeza terá um reforço. “Nós trabalhamos com 60 pessoas. No fim do ano, teremos 80 funcionários envolvidos no processo, tanto na rua quanto na unidade de tratamento de resíduos”, disse Edgar Júnior.

As recomendações também indicam que não se deve fazer queima fogos, exceto com autorização do Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio).

No Réveillon do ano passado o instituto não autorizou queima de fogos, nem para a festa popular organizada pelo governo local. Mesmo com proibição, a Administração da Ilha realizou show pirotécnico e foi multada pelo Chico Mendes.

G1 perguntou ao governo local se haverá queima de fogos na festa pública este ano, mas a Assessoria de Imprensa da Administração de Noronha informou que até o momento não há decisão quanto ao show pirotécnico.

 

Confira as recomendações

 

 

  • Ao adquirir utensílios para sua festa (copos, taças, pratos, talheres, entre outros), atente para as proibições: na Ilha são proibidos todos os tipos de plásticos descartáveis (inclusive biodegradáveis, compostáveis e afins). Dê preferência aos retornáveis sempre e, diante da impossibilidade, opte por materiais mais amigáveis ao meio ambiente, tais como papel e madeira.
  • Tanto quanto possível, estimule que cada um leve o seu copo/taça e demais utensílios para a festa.
  • Caso opte por adquirir copos/taças plásticos, lembre-se que eles devem ser necessariamente retornáveis , resistentes a lavagens, podendo ser levados como lembranças e reutilizados por um maior período.
  • Sensibilize os participantes quanto à necessidade de reduzir seus impactos, inclusive os resíduos gerados, durante o evento.
  • Disponibilize contentores seletivos (minimamente recicláveis e não recicláveis/ preferencialmente recicláveis, orgânicos e rejeitos) e informe aos participantes, orientando-os quanto ao descarte adequado.
  • Respeite o calendário de coleta seletiva mesmo durante as festividades – a limpeza urbana da Ilha e a boa gestão dos resíduos dependem diretamente da sua colaboração.
  • Procure limitar a distribuição de copos na festa, não disponibilizando copos de forma ilimitada durante a distribuição de bebidas – caso o copo seja danificado, procure fazer com que a retirada do copo seja em local específico.
  • Não utilize confetes, papel ou outro material picado, bem como outros tipos de adereços para festas – os mesmos podem dispersar com o vento e contaminar praias e mar.
  • Não queime fogos, exceto se expressamente autorizado pelo ICMBio.
  • Reduza tanto quanto possível o consumo de água, energia.
FONTE: https://glo.bo/2OpXOCx